Visitantes

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Reflexões sobre as eleições 2014 em Itaperuna

COMENTÁRIO: Como vovó já dizia: "Antes tarde do que nunca". Há tempos queria fazer uma análise sobre as eleições de outubro de 2014 em Itaperuna. Espero poder contribuir de alguma forma para o debate.

Foto: Google Street View

Reflexões sobre as eleições de outubro de 2014 em Itaperuna

Superar a abstenção
As eleições de outubro de 2014 em Itaperuna trouxeram novos e importantes fatores que terão reflexos no futuro da nossa cidade, ou seja, nas eleições de 2016. A abstenção no 1º turno subiu de 20,73% (eleições de 2010) para 22,29% (eleições de 2014) e no 2º turno subiu de 24,67% (eleições de 2010) para 25,88% (eleições de 2014). Índices acima do percentual nacional que nas eleições de 2014 foram de 19,39% e 21,10% para o 1º e 2º turnos , respectivamente. O percentual de abstenção nas últimas eleições municipais (2012) foi de 18,93%. 
A participação nas eleições está diretamente relacionada com o grau de politização e mobilização da população. Perder a perspectiva de que o nosso voto pode mudar o estado de coisas nas nossas cidades, estados e país é uma das justificativas para esses enormes índices de abstenção.

Votação dos candidatos itaperunenses

Creio que a votação expressiva recebida pelo candidato a deputado federal Dr. Vinícius e a eleição de Jair Bittencourt para a Assembleia Legislativa  são os fatores que terão mais impacto nas eleições municipais do ano que vem.
Os 17.655 votos que Dr. Vinícius recebeu o qualificam para polarizar a política municipal e se apresentar como alternativa ao grupo do Doutor Péricles. Esse último não poderá mais se arriscar lançando candidatos novatos e muito provavelmente decida por lançar “seu” deputado estadual como candidato a prefeito ou ele mesmo assuma a candidatura.
Após as eleições de 2012 escrevi aqui no blog sobre as responsabilidades políticas dos 2 vereadores eleitos pelo PT na nossa cidade (vide aqui: http://emlugardeumacarta.blogspot.com.es/2012/10/eleicoes-municipais-em-itaperuna-alguns.html).

Caso Dr. Vinícius resolva se candidatar a prefeito de Itaperuna, sua tarefa talvez seja a mais difícil pois terá que quebrar um ciclo de quase 40 anos de poder. Precisará ter habilidade para construir um projeto que represente uma nova política para o município, capaz de transformar Itaperuna da atual cidade de poucos em uma cidade que atenda as demandas de seus cidadãos que há muito tempo estão represadas. Essas demandas respondem pelos nomes de educação, saúde, lazer, cultura, moradia, transporte coletivo e geração de empregos de qualidade.  Mas para atingir esse objetivo ele terá, juntamente com as forças políticas que possam apoiá-lo, vencer outro desafio: fazer o povo de Itaperuna voltar a acreditar que a política é capaz de melhorar sua cidade e por tabela suas vidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preencha o formulário: