Visitantes

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Usar Brecht para homenagear Marin é sacanagem, Bebeto!!!

Comentário: Usar Bertolt Brecht para homenagear José Maria Marin é uma sacanagem. Prefiro o Bebeto que fez esse gol sofrido que está aí embaixo marcado em cima do zagueiro estadunidense Lalas na Copa de 1994. Esse deputadozinho é brincadeira...

 

Bebeto desiste de dar medalha a Marin na Assembleia do Rio de Janeiro

Membro do COL e da CBF apresentou projeto para dar maior comenda legislativa ao dirigente; Ideia foi misteriosamente abortada pelo deputado estadual

Leo Burlá - 01/02/2013 - 07:01 Rio de Janeiro (RJ)
Bebeto e José Maria Marin (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)
Não será desta vez que José Maria Marin, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local da Copa (COL), levará uma nova medalha para casa.
Por iniciativa do deputado Bebeto (PDT), o cartola seria agraciado pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) com a Medalha Tiradentes, honraria máxima da casa. A ideia, contudo, foi misteriosamente abortada pelo deputado, que também é membro do Conselho do COL e foi recém-nomeado coordenador das divisões da base da CBF.
A matéria teve parecer favorável da Comissão de Normas Internas e Proposições Externas, cujo relatório foi assinado por Marcus Vinícius (PTB), em 6 de novembro de 2012. Em 29 de novembro, Bebeto pediu que Paulo Melo, presidente da Alerj, retirasse a matéria da pauta, para espanto dos presentes à sessão.
Internamente, parlamentares fluminenses acreditam que Bebeto retirou a homenagem a José Maria Marin por entender que a medida poderia ser considerada impopular e  antiética.
Se Bebeto pedir o arquivamento do Projeto Nº 776/2012, a homenagem estará suspensa. Procurado, o deputado não retornou aos telefonemas.
Confira a íntegra da justificativa de Bebeto pela concessão da homenagem:
BEBETO
DEPUTADO ESTADUAL
MEMBRO DA MESA DIRETORA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO RIO DE JANEIRO
JUSTIFICATIVA
Há pessoas que vieram a este mundo para servir, porém encontramos alguns que poderiam ser o exemplo vivo da máxima "Há homens que lutam um dia e são bons; ... vários anos e são excelentes; Mas existem aqueles que lutam a vida inteira esses são imprescindíveis. Exatamente desta forma enquadramos o perfil de nosso homenageado. Dr. JOSÉ MARIA MARIN nascido em 06 de maio de 1932 no Estado de São Paulo, onde em 1955 formou-se Advogado, cujo as despesas foram pagas em parte com a receita auferida com o futebol, pois no período de 1950 e 1952, fora contratado como ponta direita do São Paulo.
Foi Deputado Estadual, Deputado Federal, Vice Governador e também Governador por 10 (dez) meses, cargos exercidos no Estado de São Paulo. Foi Presidente da Federação Paulista de Futebol, Chefe da Delegação Brasileira na Copa do Mundo de l986, Vice Presidente da Confederação Brasileira de Futebol, com a renuncia do Presidente Ricardo Teixeira assumiu a Presidência da Confederação Brasileira de Futebol, cargo que ocupa atualmente.
É sem qualquer dúvida o principal personagem da Vanguarda administrativa que elabora todos os programas voltados ao Brasil sede da Copa do mundo de 2014, este exercício, assim como tantos outros é fincado na maior transparência possível, não se deixar levar pelo cansaço, os dias que antecedem este mega evento esportivo na sua opinião deveriam possuir muito mais que vinte e quatro horas, quando tudo parece perfeito, ainda assim nosso homenageado ainda questiona se haveria como fazer melhor. Suspeito sou para falar pois sou membro da Administração do Comitê Organizador Local - COL - Copa 2014, quando sou questionado sobre as condições que faremos acontecer a COPA/2014, não tenho qualquer dificuldade em dizer: " Faremos um evento digno de grandes astros" afinal estamos no pais do futebol onde a pátria calçara as chuteiras e estaremos brindando certamente uma conquista histórica que vislumbrar nossa seleção campeã mundial de futebol em 2014.

© 1997-2013 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preencha o formulário: