Visitantes

domingo, 20 de janeiro de 2013

30 anos sem Garrincha, a alegria do povo!!!

Comentário: Uma homenagem ao genial Garrincha. Poema de Vinícius de Moraes e frases de Carlos Drummond  e Galeano.



"Se há um deus que regula o futebol, esse deus é sobretudo irônico e farsante, e Garrincha foi um de seus delegados incumbidos de zombar
de tudo e de todos".
Carlos Drummond de Andrade


"Garrincha foi o homem que mais alegrias deu em toda a história do futebol. Quando ele ali estava,
o campo era uma pista de circo;
a bola, um animal amestrado;
o jogo, um convite à festa."
Eduardo Galeano


O Anjo das Pernas Tortas

Vinícius de Moraes

A um passe de Didi, Garrincha avança
Colado o couro aos pés, o olhar atento
Dribla um, dribla dois, depois descansa
Como a medir o lance do momento.

Vem-lhe o pressentimento; ele se lança
Mais rápido que o próprio pensamento
Dribla mais um, mais dois; a bola trança
Feliz, entre seus pés – um pé-de-vento!

Num só transporte a multidão contrita
Em ato de morte se levanta e grita
Seu uníssono canto de esperança.

Garrincha, o anjo, escuta e atende: – Goooool!
É pura imagem: um G que chuta um o
Dentro da meta, um 1. É pura dança!

Um comentário:

  1. Ei Tchê. Estava procurando um poema que o Prof. de EdFis pudesse trabalhar para o Projeto Centenário de Vinicius e encontrei este.
    Obrigada e espero que tudo esteja bem com você. Abraços, Joana.

    ResponderExcluir

Preencha o formulário: