Visitantes

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Alice Braga na estrada: além de linda, ela é perspicaz e sensível

Comentário: Alice além de linda (DNA, né?) se mostra como uma atriz inteligente e sensível. Espero que não me decepcione futuramente. Os trabalhos feitos por ela, mesmo que os pequenos, são marcantes. Em "Ensaios sobre a cegueira" a sua interpretação foi muito forte. A crítica que ela faz acerca da facilidade de comunicação e da necessidade da juventude encontrar seus caminhos é muito procedente. Não sou um profundo conhecedor do movimento de Kerouac, mas posso dizer que ele tem muito de "carpe diem" e posso afirmar que da altura de meus 35 anos (hehehehehehehehehehe), o "carpe diem" foi reponsável por minhas grandes aventuras e descobertas que foram positivas para minha formação humana. Que venha o filme de Walter Salles. Quero ver Terry, se possível no cinema. 

Alice Braga fala de sua participação em Na Estrada, novo longa de Walter Salles
10/07/2012 13h30 -  Roberto Guerra, do Cineclick
Foto: Rogério Gomes

Alice Braga: fã de On the Road, livro que deu origem ao filme Na Estrada

Revelada por Fernando Meirelles em Cidade de Deus, no papel de uma garota da Zona Sul alvo romântico de um rapaz da favela, a paulistana Alice Braga vem traçando uma carreira internacional mais bem-sucedida que a de qualquer outro ator brasileiro até então. Trabalhando incessantemente, a atriz faz uma breve, mais intensa, participação no novo longa do diretor Walter Salles, Na Estrada, adaptação do livro do escritor americano Jack Kerouac, On the Road, que conta suas aventuras pelas estradas americanas recheadas de drogas e álcool no final dos anos 40.

“Eu li Na Estrada quando tinha uns 17, 18 anos. Foi um livro que me marcou. Quando o Walter me chamou para fazer eu fiquei muito honrada. Eu sou fã do livro e sei de sua importância para a literatura. E sabia da importância desse livro na vida do Walter, de como ele era apaixonado por essa história. Então foi um convite maravilhoso. Eu fiquei muito feliz, muito emocionada”, revela atriz em entrevista ao Cineclick.

No longa Alice interpreta Terry, camponesa catadora de algodão que cruza o caminho do protagonista Sal Paradise. “O Waltinho é uma referência no nosso cinema. Ele coloca os personagens em belas jornadas, que não são apenas físicas, mas também espirituais. Minha personagem é pequena no filme, é uma passagem, uma pincelada. Eu queria passar cada gesto, cada emoção, cada olhar para trazer um pouco de alma para ela. Para fazer a Terry, especificamente, tive uma conexão extrema com o diretor", conta Alice sobre o trabalho com Salles, que também dirigiu dois road movies antes de Na Estrada: Central do Brasil e Diários de Motocicleta.

Foto: Divulgação

Terry, personagem de Alice: camponesa que cruza o caminho do protagonista

Alice disse que o filme, que narra a jornada de dois jovens em busca da última fronteira americana e à procura deles mesmos, é um retrato do que falta à sua geração e à geração que vem depois da dela - a atriz tem 29 anos. "Nós vivemos de maneira muito protegida, quase que já pronta, muito por causa da facilidade de comunicação que existe hoje. Eu acho que esse filme tem a qualidade de emocionar quem leu o livro e tocar quem não conhece a história ainda. Porque tem uma mensagem que cada vez mais os jovens precisam, de viver intensamente cada momento da vida”, avalia.

A atriz revelou à reportagem ser muito intensa e passional na escolha de um trabalho, apesar de não desprezar o lado financeiro. “Dinheiro paga minhas contas e não se deve fazer pouco da independência e da estabilidade que ele proporciona”, afirma. No entanto, Alice diz que, independente do tamanho do filme ou do cachê, o que importa é estar completamente conectada ao trabalho. “Eu primo por estar ligada a todo mundo: diretor, roteirista, atores, operador de câmera, maquiador... É muito importante você vivenciar cada segundo porque aquele é um momento que vai ficar, vai para a lata, vai ser eterno. É um momento que faz parte de sua vida, de sua carreira”.

Na Estrada estreia no Brasil no dia 13 de julho. Viggo Mortensen, Kirsten Dunst, Amy Adams e Elisabeth Moss também estão no elenco.

Foto: Rogério Gomes

Alice Braga fala ao editor do Cineclick sobre participação em longa de Walter Salles

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preencha o formulário: