Visitantes

terça-feira, 1 de maio de 2012

Primeiro de Maio

 Quadro de Diego Rivera sobre a Indústria Moderna


Comentário: A seguir poema de Brecht para esse Primeiro de Maio com uma resenha de José Carlos Ruy sobre a obra. A luta continua companheiros, aliás a gente ainda nem começou. 

Bertolt Brecht questiona: Quem faz todas as coisas?

Bertolt Brecht foi um poeta inquieto, capaz de enxergar nas menores coisas a mão do trabalhador e a presença da injustiça. O Primeiro de Maio é uma boa data para a leitura do poema Perguntas de um trabalhador que lê.

Por José Carlos Ruy


O poeta comunista alemão Bertolt Brecht foi um lutador contra o nazismo, contra o obscurantismo da direita e um incansável cantor do trabalho e do trabalhador. Sua arma foi o pensamento, expresso em sua poesia, dramaturgia e em seus escritos teóricos sobre a arte e o fazer artístico.

Um traço fundamental dessa obra é o olhar para aquelas coisas que, de aparência comezinha e de pouca importância, revelam-se como fundamentais para a compreensão das contradições contemporâneas – que, sob o capitalismo, se traduzem na oposição radical entre o trabalho e o capital.

Brecht, pode-se dizer, foi uma autêntica consciência ambulante e militante dessa contradição e da necessidade dos trabalhadores a compreenderem e lutarem para resolvê-la de modo avançado e progressista, a favor do conjunto da humanidade e contra os privilégios dos pequenos grupos dominantes.

Sua obra não foi feita para divertir ou para a fuga dos problemas do mundo real – ao contrário, é um instrumento para a reflexão que leva à ação contra o mundo estabelecido. Neste sentido, o Primeiro de Maio é uma data excelente para uma releitura (ou leitura, para quem não o conhece) do poema “Perguntas de um trabalhador que lê”. Veja abaixo:



Perguntas de um trabalhador que lê

Por Bertolt Brecht

Quem construiu Tebas, a cidade das sete portas?

Nos livros estão nomes de reis;
os reis carregaram as pedras?
E Babilônia, tantas vezes destruída,
quem a reconstruía sempre? Em que casas
da dourada Lima viviam aqueles que a construíram?
No dia em que a Muralha da China ficou pronta,
para onde foram os pedreiros?
A grande Roma está cheia de arcos-do-triunfo:
quem os erigiu? Quem eram
aqueles que foram vencidos pelos césares? Bizâncio, tão
famosa, tinha somente palácios para seus moradores? Na
legendária Atlântida, quando o mar a engoliu, os afogados
continuaram a dar ordens a seus escravos.

O jovem Alexandre conquistou a Índia.

Sozinho?
César ocupou a Gália.
Não estava com ele nem mesmo um cozinheiro?
Felipe da Espanha chorou quando sua armada
naufragou. Foi o único a chorar?
Frederico 2º venceu a Guerra dos Sete Anos.
Quem partilhou da vitória?

A cada página uma vitória.

Quem preparava os banquetes?
A cada dez anos um grande homem.
Quem pagava as despesas?

Tantas histórias,

Tantas questões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preencha o formulário: