Visitantes

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Racismo no Futebol: Isso é lamentável!!!

Comentário: Lamentável a atitude do jogador Suarez. Não podemos compactuar com atitudes como essa. Abaixo o racismo!!! 

 

Donos e patrocinador do Liverpool mostram preocupação com Luis Suárez

13/2/2012 13:41,  Por Redação, com Reuters - de Londres
Liverpool e Banco Standard Chartered parceiros desde julho de 2010
Os proprietários do Liverpool e o patrocinador da camisa do clube intervieram para ajudar a minimizar uma disputa racial que está prejudicando um dos mais bem sucedidos clubes de futebol inglês. O atacante uruguaio Luis Suárez pediu desculpas no último domingo por não apertar a mão do rival Patrice Evra antes da derrota de seu time por 2 x 1 para o Manchester United, e o técnico do Liverpool Kenny Dalglish também pediu desculpas por sua reação pós-jogo quando contestado sobre o incidente.
Suárez voltava para a formação titular do Liverpool pela primeira vez desde que cumpriu uma suspensão de oito partidas por ter ofendido racialmente Evra durante um jogo em outubro.
O banco Standard Chartered, que paga cerca de £ 20 milhões, cerca de R$ 55 milhões, por temporada para patrocinar o segundo maior campeão inglês, com 18 títulos, foi a público criticá-los em um breve comunicado.
- Estamos muito desapontados com o incidente de sábado e discutimos nossas preocupações com o clube, disse o banco em comunicado.
Os maiores clubes de futebol da Europa são hoje importantes marcas que atraem patrocinadores internacionais e têm fãs em todo o mundo. O Standard Chartered foi atraído para o Liverpool devido à sua base de apoio asiática. O banco tem sede em Londres, mas a maior parte de seus lucros vem da Ásia. A maioria de seus funcionários é de origem asiática, africana ou do Oriente Médio.
A Fenway Sports Group, o grupo norte-americano que comprou o clube em 2010 e que também é proprietário do Boston Red Sox, time americano profissional de beisebol, cobrou que o clube pedisse desculpas. Um porta-voz do Liverpool recusou-se a comentar de que o clube estava sendo pressionado por seus proprietários.
A Associação de Futebol Inglesa, que impôs a proibição original de oito partidas, não agirá contra a recusa de Suárez de apertar a mão porque não é uma questão disciplinar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Preencha o formulário: